EU voto pelo Clima e pelos Oceanos. Mas em quem?

EU voto pelo Clima e pelos Oceanos. Mas em quem?

Queremos votar pela justiça climática. Em Portugal, o dia para exercer o voto será a 26 de maio, uma vez que é o único domingo disponível no intervalo de tempo que foi disponibilizado pelo Conselho da União Europeia para a votação.

Fica com mais algumas informações sobre os programas para o Clima e Oceanos dos diversos partidos:

PAN – Partido Pessoas Animais e Natureza

O Programa tem um capítulo dedicado ao Mar e à Proteção da Biodiversidade Marinha com medidas muito concretas : proibir a mineração em águas profundas; expandir as áreas marinhas protegidas ; restringir as dragagens em determinadas zonas ; o fim do uso de microplásticos. Vago em matérias como o transporte marítimo ou o turismo em zonas litorais.

Partido LIVRE 
Vão apresentar um Programa de Investimento Verde que investirá 500 mil milhões de euros todos os anos na transição para uma economia verde na Europa. Prometem ainda um Plano de Prevenção, Proteção e Adaptação de Catástrofes, combater a poluição, uma transição Azul para a Europa, banir o Fracking e criar um Tribunal Europeu do Ambiente. Algumas medidas pouco especificas quanto à implementação, mas com um programa holistico.

CDS – Centro Democrático Social
O Programa desenvolve várias problemáticas relacionadas com o mar, incluindo a importância dos desportos náuticos e a educação para desportos náuticos. Defende uma estratégia assente na economia « azul », propõe desenvolver serviços e setores relacionados com o mar, apostando nas renováveis, inovação, tecnologia, turismo. Programa não apresenta medidas concretas em relação ao transporte marítimo.

PSD – Partido Social-Democrata
O Manifesto propõe uma Política Europeia de Mar e Pescas orientada para a economia « azul » e um plano de investimento na economia « azul » que aposte na digitalização, inovação e biotecnologia « azul », na exploração dos fundos oceânicos, nas energias renováveis e na aquicultura. Manifesto não apresenta medidas concretas.

PS – Partido Socialista
O Manifesto propõe desenvolver uma estratégia europeia de crescimento e desenvolvimento sustentável, assente na utilização sustentável dos recursos, desde logo os recursos marinhos, novos padrões de consumo e produção de energia, novas tecnologias energéticas e ambientais. Aposta na economia circular, na proteção da biodiversidade e na educação ambiental. Manifesto não especifica medidas concretas.

CDU – Coligação Democrática Unitária (PCP e PEV)
A Declaração Programática do PCP defende o carácter soberano e público das políticas e meios de preservação do ambiente e dos recursos naturais ; a promoção da eficiência energética e as energias renováveis, privilegiando os recursos endógenos de cada país. O PEV, num dos 10 compromissos que assume, defende a eliminação dos plásticos descartáveis já que a proteção dos rios e mares passa por reduzir os plásticos. Medidas não são especificadas.

BE – Bloco de Esquerda
O Manifesto defende a transição energética, a descarbonização e a importância das renováveis. Pede integração em todas as políticas públicas europeias de uma avaliação de impacto climático, o cancelamento de todos os financiamentos a combustíveis fósseis e que se garanta adaptação territorial em cidades e zonas litorais para o aumento da frequência de fenómenos climáticos extremos. Manifesto não apresenta medidas concretas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.