Dez pontos e perguntas que vão marcar o futuro da UE

Dez pontos e perguntas que vão marcar o futuro da UE
  • Estratégias e timings para atingir a neutralidade carbónica: conseguimos atingir o objectivo antes de 2050?
  • Relações Europa-China e Europa-Estados Unidos: a UE tem perdido relevância no espaço geopolítico, dominado pelos gigantes EUA, China e Rússia. Que posição deve ter a Europa no contexto internacional?
  • Como lidar com o Reino Unido pós-Brexit? Tudo vai depender da forma com o Reino Unido vai sair: há acordo ou não?
  • Alargamento a leste. Nesta legislatura serão dados passos no sentido de alargar ainda mais a UE (são candidatos: Albânia, Macedónia do Norte, Montenegro, Sérvia e Turquia) ou no sentido de consolidar a UE?
  • Reforma do Euro? É tema de cinco em cinco anos, sem grandes avanços, mas há vários candidatos a defenderem políticas monetárias que sejam efectivas no combate a novas crises internacionais. Lembrar-se-ão quando chegarem a Bruxelas?
  • Política de Coesão: o caminho vai pela convergência dos Estados-membros ou as disparidades dentro da UE vão ser ainda maiores? Importante recordar que está em negociações o próximo quadro comunitário.
  • A tecnologia do bem (inteligência artificial e 5G). Com a UE a ser ultrapassada
  • Que política para os refugiados: Europa fortaleza ou uma Europa solidária?
  • Que futuro para o Parlamento Europeu? Será que é desta que há convergência para a existência de iniciativa legislativa no Parlamento Europeu?
  • Como comunicar a UE nos próximos quatro anos e meio (até voltar ao ciclo das novas eleições europeias). Vai ser determinante a UE conseguir comunicar com os seus 500 milhões de habitantes. Nesta sexta-feira foi publicada uma sondagem do Expresso que indicava que 69% dos portugueses não sabem indicar um nome de um eurodeputado.

Leave a Reply

Your email address will not be published.