A Europa unida pelo Fact-Checking

A Europa unida pelo Fact-Checking

Viste uma notícia mas não sabes se podes confiar? Há algo que te parece estranho e gostavas que alguns jornalistas pudessem confirmar o que leste? Não procures mais, basta visitares https://factcheckeu.info/pt e pedir ajuda.

19 órgãos de comunicação social de 13 países europeus decidiram unir-se para criar uma plataforma de escrutínio dos factos que vão surgindo na campanha eleitoral. Portugal está lá representado pelo Observador. Todos os 19 órgãos são subscritores do Código de Princípios da Rede Internacional de Fact-Checkers (IFCN).

Sempre que um dos órgãos de comunicação social parceiros fizer um fact-check, este será incluído no projeto. Para além disso, existe espaço para que os cidadãos lancem as suas dúvidas através de uma caixa de mensagens no próprio website. Os artigos, naturalmente, centrar-se-ão em questões europeias, e serão traduzidos para inglês e para o número máximo de idiomas possível tendo em conta a disponibilidade dos elementos do projeto.

O financiamento está a cargo de bolsas do Poynter Institute, da Google, da Open Society Initative for Europe, e do IFCN. O projeto não tem financiamento de instituições europeias, garantindo assim a ausência de conflitos de interesse com a comunicação institucional. Os membros desta rede estão obrigados a seguir 12 requisitos relacionados com matérias de transparência, ética, metodologia e imparcialidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.